Para prevenir possíveis riscos à saúde da população em Rio Grande da Serra, a Vigilância Sanitária, departamento da Secretaria de Saúde, tem intensificado o trabalho educativo e de fiscalização nos comércios de alimentos da cidade. Os comerciantes são orientados no sentido de adquirirem somente produtos com procedência comprovada, sob pena de apreensão das mercadorias irregulares e penalidades que vão, desde uma advertência, até interdição e multa.

Durante a inspeção, os fiscais verificam se os produtos que se encontram dentro do estabelecimento estão identificados com a rotulagem indicando procedência e data de validade. Nos produtos de origem animal é preciso que conste o selo do Serviço de Inspeção, que pode ser o ‘SIF’, ‘CISPOA’ ou ‘SIM’. Além destas informações, nas vistorias da Vigilância Sanitária são observadas às condições de higiene do local, condições das instalações e equipamentos, procedência dos produtos, manipulação, temperatura dos alimentos (que deve ser a mesma orientada pelo fabricante no rótulo), e outros detalhes, como utensílios e ventilação do ambiente.

“É extremamente importante que os comerciantes do ramo de alimentos sigam as normas da Vigilância Sanitária, diminuindo assim, o risco à saúde dos consumidores, oferecendo um produto de qualidade aos clientes. Agindo assim, o comerciante evita também sofrer as penalidades do Processo Administrativo Sanitário”, explica o Secretário de Saúde, Carlos Duarte.

Além disso, o secretário destacou que a participação da comunidade é importante neste processo, denunciando possíveis ameaças à saúde.

Para entrar em contato com o Departamento de Vigilância Sanitária está localizada na Rua Prefeito Cido Franco, 500 ou pelo telefone 4821-5001 e e-mail: vigilanciaasaude@riograndedaserra.sp.gov.br. O horário do expediente é das 8h às 12h e das 13h às 17h.