Atenção: animais peçonhentos aparecem mais na cidade durante o verão

O Município de Rio Grande da Serra está localizado numa extensa área manancial da Mata Atlântica. Há na região, portanto, um grande número de animais silvestres de diversas espécies que vivem nas matas e que eventualmente podem ser vistos nas áreas urbanas da cidade.

Com a chegada do verão e as consequentes altas temperaturas, é muito comum o aparecimento de cobras e outros animais peçonhentos, como aranhas e escorpiões, por toda a cidade.

Por isso é preciso redobrar a atenção durante este período para evitar acidentes, principalmente com as crianças, que estão em época de férias escolares e costumam brincar mais fora de suas casas.

Confira algumas dicas de prevenção e informações específicas a respeito desses animais:

COBRAS:

Onde se encontram?

– Buracos na terra ou cupinzeiros.

– Entulhos, acúmulos de madeiras, tijolos, pedras e lixo.

– Plantações: cana, milho etc.

– Locais quentes, úmidos e escuros.

– Onde há rato pode haver cobra.

Prevenção

– Usar botas de cano longo ou perneiras de couro com botinas.

– Usar luvas de couro para manipular folhas secas, montes de lixo, lenha, palha.

– Não colocar a mão em buracos, cupinzeiros etc.

– Limpar paióis, quintais, e terrenos baldios.

– Tampar buracos de muros e frestas de portas.

– Evitar entulhos, lixo e acúmulo de material de construção perto das casas.

– Preservar os predadores naturais de serpentes: emas, seriemas, gaviões e gambás.

Primeiros Socorros

– Lave o local da picada com água e sabão. Mantenha a vítima deitada para não favorecer a absorção do veneno.

– Se a picada for na perna ou no braço, mantenha-os em posição elevada.

– Leve a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para que possa receber o soro em tempo.

Atenção:

– Não corte o local da picada e nem aplique folhas, pó de café ou terra sobre ela para não provocar infecção.

– Não dê à vítima pinga ou qualquer outra bebida alcoólica, querosene, álcool ou fumo.

– Não amarre o local impedindo a circulação do sangue, isso pode causar gangrena ou necrose.

ESCORPIÕES E ARANHAS:

Onde se encontram?

– Lugares escuros e úmidos, frestas no assoalho, paredes, rodapés e atrás dos móveis.

– Terrenos baldios com mato e lixo doméstico, embaixo de pedras, em pilhas de tijolos, telhas e montes de lenha.

– Roupas penduradas, roupas de cama (lençóis e cobertores) e roupas de banho.

Prevenção

– Olhar atentamente dentro de roupas e calçados antes de vesti-los.

– Instalar telas nas janelas, fechar as frestas e colocar sacos de areia na soleira das portas para evitar a entrada de animais peçonhentos.

– Manter limpos os arredores da casa, jardins, paióis, celeiros e não deixar acumular lixo que atraiam baratas. Elas são alimentos para aranhas e escorpiões.

– Limpar regularmente atrás de quadros, móveis, cantos de parede etc.

– Preservar predadores naturais de aranhas e escorpiões: seriemas, corujas, sapos e galinhas.

Primeiros socorros

– Lave o local da picada com água e sabão.

– Use compressas mornas para o alívio da dor.

– Capturando o escorpião, aranha ou cobra, não mate. Leve o animal capturado até a Defesa Civil do Município.

– Em caso de picada procure imediatamente o serviço médico mais próximo levando, se possível, o animal para ser identificado para auxiliar na aplicação do antídoto.


 

Av. Dom Pedro I, 10 - Centro, Rio Grande da Serra - SP, 09450-000